Carregando...

atbpa@atbpa.com.br

+55 (94) 99238-7039

Encerramento do Campeonato de Laço em Dupla com saldo positivo

Mais de duas mil inscrições no encerramento da temporada do CPLD



O Campeonato Paranaense de Laço em Dupla, em sua 11ª temporada, é o maior do Brasil para a modalidade. De 23 a 25 de novembro, o CPLD realizou a quarta etapa e a Mega Final, junto com uma ETR Premium.

Foram 2.457 inscrições para ETR, #8, #7, #6, #4, #8 VIP, #7 VIP, #6 VIP, #4 VIP e Incentivo. A premiação foi de R$ 370 mil da etapa e Mega Final, mais R$ 150 mil da ETR, que premiou os campeões da temporada e ainda ETR Premium; um prêmio total de R$ 520 mil. Para a ETR foram cerca de R$ 500 mil e o CPLD chega perto de R$ 1 milhão distribuídos.

“O CPLD só vem criando mais raízes. Temos muitos laçadores fieis ao campeonato e que trazem mais gente às provas”, comemorou Anderson Proença, idealizador do campeonato.

Para o encerramento deste ano, a novidade foi que o valor dos prêmios, que dobrou. “O valor arrecadado com as inscrições para a Mega Final foram revertidos para a premiação. Na somatória 6, por exemplo, ano passado foram R$ 8 mil de primeiro a quinto, este ano conseguimos R$ 28 mil. A ideia do CPLD é sempre inovar e aprimorar as regras para benefício do competidor e do esporte”, comentou o organizador Felipe Monteiro.


Anderson Proença e Ricardo Pulzatto

As provas aconteceram no Parque de Exposições Governador Ney Braga, em Londrina (PR). Além dos classificados nas etapas anteriores – que aconteceram em Londrina e Goiás -, laçadores do Circuito MSTR, Circuito CLLD e Campeonato Haras Two Brothers também correram a Mega Final.

Outra novidade para essa temporada foi a categoria VIP, com provas que duram em média 40 minutos para acontecer. Para cada handcap, 50 inscritos, até duas inscrições com parceiros diferentes, sem sorteio.

Cavalo do Ano ETR Laço Cabeça, First Little Step, apresentado por Marcos Souza dos Santos

A ETR, Elite Team Roping completou sua terceira temporada. Surgiu com o intuito de estimular mais os profissionais, tornando-se uma categoria que dá força às grandes provas de Team Roping de todo Brasil. Os organizadores observaram um crescimento em relação aos outros anos.

“E a ETR tem capacidade de crescer muito mais. Este ano fizemos um cartão fidelidade e já premiamos os campeões da temporada e na Mega Final CPLD mais uma boa prova de R$ 30 mil garantidos”, ressaltou Proença. Ele estima que se continuar esse trabalho, daqui a quatro anos serão 250 profissionais correndo ETR. “O Brasil tem potencial para isso. Antes da ETR, nunca vi um laçador handcap três bois querendo ser quatro. Hoje é ao contrário, o competidor quer crescer para correr ETR. Então houve uma mudança na maneira do laçador encarar as coisas, uma evolução”, considerou.


Cavalo do Ano ETR Laço Pé, Hollywood Jay Bee, apresentado por Rafael Paoliello

Além de premiar os campeões da temporada e dessa etapa Premium, a ETR deu prêmio para o Melhor Cavalo do Ano de Pé e o Melhor Cavalo do Ano de Cabeça, com apoio da ABQM. Foram R$ 4 mil para cada cavalo melhor votado e escolhido pelos próprios laçadores. Para Ricardo Pulzatto, Presidente do Conselho de Administração da ABQM, que veio representando a entidade no evento, “o nível dos profissionais é alto e os cavalos fazem parte do show e também merecem ser incentivados”.  

Foram coroados: Cavalo do Ano ETR Laço Cabeça – First Little Step (Jessies Little Step x Gallo Dont Bug, por  Gallo Del Cielo) – apresentado por Marcos Souza dos Santos; e Cavalo do Ano ETR Laço Pé – Hollywood Jaybee (Doc Jaybee FM x  Harmonia Three JF, por El Thre) – apresentado por Rafael Paoliello. Na pista, os campeões ETR Premium foram Rafael Paoliello e Fabricio Neves.

Informações obtidas no Site Cavalus

Fotos: Ricardo Mariotto

Mais noticias